quarta-feira, 29 de abril de 2009

A rola com o tucano



JÁ COMI PASSARINHO FRITO

Eu conto uma história que a todos os ouvintes causa repulsa e, admito, dá vontade de replicar: “- É mentira, Terta?”
Por mais absurda que pareça, durante minha infância sem-limites, tive vários estilingues, mas nunca abati um só passarinho, aliás, um “teziu”.
Na verdade, olha a mentira, minha pedra iria passar por sobre a cabeça dele, mas ele deu aquele pulinho e foi de encontro à pedra. Sua morte foi um suicídio, pelo menos esta é minha atenuante.
Meu amigo Celso era um exterminador, outra suposta mentira, ele matou duas rolinhas com uma pedrada só, uma que estava no arame farpado e outra no chão, na continuidade da trajetória da pedra.
Tenho muita admiração pela Mãe-Natureza, apesar dela engolir todos os seus filhos, e faço ao meu alcance tudo por ela, inclusive repasso todos os e-mails onde a mesma seja favorecida.
Na edificação da minha casa, a duras penas, mantive uma laranjeira, principalmente porque haviam ninhos e frutos adocicados.
Hoje, que lindo, há uma revoada de tucanos pelos nossos terreiros; até araras sobrevoam nosso território. Os tucanos, predadores de ninhos, estão agora voltados para os mamoeiros.
Lembrei-me do PSDB que, como tucanos, querem mamão-com-açúcar, inclusive irei pesquisar o porquê de um bando de políticos se arvorarem com um símbolo de uma ave tão formosa: Serão bicudos? Não alcançam grandes vôos? São vorazes? Vivem de aparência?
Sei que as aves estão em festa e eu fui convidado a participar, então deixo bananas expostas para azulões.
Até um rolo de fio, feito reserva, de Internet, que deixei para conexão de note-books, as rolinhas fizeram de maternidade impedindo as conexões.
Pombos e pardais, os amigos mais fiéis, também participam da festa, mas achamos beleza apenas nas visitas extemporâneas.

terça-feira, 28 de abril de 2009

Vestindo a logomarca


CONSELHO TUTELAR DE GOIANDIRA

Fiquei surpreso com as presenças, junto às urnas, no domingo próximo passado, quando mais da metade dos eleitores da cidade de Goiandira compareceu para concretizar a escolha dos conselheiros tutelares.

Uma votação maciça em si considerando o período relâmpago de campanha não financiada, uma semana, e a “desobrigatoriedade” deste ato cidadão. É a preocupação com a juventude desvairada, com certeza.

A princípio inscreveram-se quinze candidatos, sendo que seis tiveram a postulação indeferida em após entrevista com o Ministério Público, afinal a conduta deve ser irrepreensível dos conselheiros além da documentação individual estar rigorosamente em dia e completa.

Das nove opções restantes, cinco seriam vencedores e os outros suplentes sucessivos em respectiva ordem de votação. Entre o mais votado, Silcléia, e o quinto lugar, a Divânia, apenas uma diferença de cerca de duas dezenas de votos os separavam, dando prova de quão duro fora o pleito.

A compensação pecuniária equivale a um salário míniom e o desempenho deverá ser o máximo, dia e noite, de lua a lua: É o que chamei de máximo por um mínimo.

Diplomas universitários foram apresentados, muito embora se exigisse o Ensino Fundamental. É o desemprego com suas ilustres e preparadas vítimas.

Meu candidato, o Rodrigo, jovem professor e locutor, ficou em segundo lugar a apenas um voto da líder e comemorava feito criança, afinal, até então, sempre teve uma vida de ilusões, pois os concursos que passara não chamaram ou foram anulados.

Ainda foram eleitos Pingo, pessoa muito carismática, e “Zizele”, uma evangélica com muito apoio da sua Igreja.

O Conselho está formado, a democracia desfilou graciosamente e que os membros usufruam de calmarias neste mar revolto em que a juventude torna-se náufraga e sucumbe, dia a dia, juntamente com a sociedade e, principalmente, a família.

PS: A data impressa na fotografia está errada, ela é atual.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

A ótica da ética


Ética é uma palavra portuguesa em uso na Finlândia

No Telecurso que faço tenho uma monitora voluntária de nome Betânia, filha de Clarinha, Coordenadora da Educação Municipal.
Até então conhecia como Betânia apenas aquele lugar onde residia Lázaro, o ressuscitado amigo de Cristo. Localizava-se entre o Monte das Oliveiras e o Rio Jordão, onde João Batista batizou Jesus. Ainda neste lugar Jesus se fartou na Santa Ceia e amaldiçoou uma figueira. Sua ascensão aos Céus deu-se daí, certamente do Monte das Oliveiras, onde gozava de muita intimidade com o Pai.
Voltando à Betânia de Goiandira, fiquei muito satisfeito em tê-la como orientadora, pois é bastante didática e domina aquilo que fala.
Na última aula ela deu-nos uma palavra para conceituarmos num prazo menor que dois minutos – a palavra ÉTICA. Eu nada consegui a não ser listar algumas outras que rimassem com ética.
“O que é ética? Resposta poética: É uma palavra escalafobética, fechada, ou seja, hermética, que rima com estética, cosmética, patética, atlética, cética, aidética, dietética e catequética...”
Minha resposta foi alvo de risadas fáceis, mas é que pude dá-la devido ao fato de já conhecer tais palavras de um poema meu feito, há muito tempo, ao presidente Lula:

Mais ético do Brasil

Lula, pra mim, é mais do que ético:
Vamos engoli-lo, mas um tanto acético,
E torcer pra sê-lo também diurético!
Com tantas voltas confirma ser cinético.
A cada situação demonstra ser mimético.
No meio do povo, de cara, frenético
Ele se torna um bravo magnético.
Seu clamor não é tão fonético,
Mas se supera como alfabético.
Deve ter tomado muito energético,
Pois era um garoto esquelético...
Não era pra ter salvação, é genético,
Agora até joga pelada, é atlético.
Fizeram-no isolamento: é hermético.
Ele é muitíssimo sintético
E num somar hipotético
Tem como resultado aritmético
Que está, aos poucos, anacorético!
Lambuzou de melado e se diz diabético;
Barba está de molho devido algum cosmético;
O que é muito escalafobético
É ele ser bem catequético,
Usando-se do apologético,
Negando, chega a ser patético.
Inspira-me até ser profético:
O poder está diarréico e que seja anorético!

Betânia, a única séria, disse que rimei, mas não conceituei - o que faço agora, com mais recursos que na sala de aula:
Ética é uma espécie de "consciência moral", estando constantemente avaliando e julgando suas ações para saber se são boas ou más, certas ou erradas, justas ou injustas.

A palavra Ética é originada do grego ethos, que significa modo de ser, caráter.

Moral e ética não devem ser confundidos: enquanto a moral é normativa, a ética é teórica e busca explicar e justificar os costumes de uma determinada sociedade.

Ética é algo tão inatingível ao ser humano que, no último escândalo de passagens aéreas do Congresso Nacional, parlamentares do dito cujo Conselho de Ética foram denunciados por beneficiar parentes com tais passagens.

Durma-se com um barulho desses.

Se a ética fosse ótica, ainda assim seria anedótica. Uma conceituação já esclerótica, pra não dizer caótica. As pessoas que deveriam empunhá-la são despóticas. Teria uma destinação prazerosa erótica, mas ainda falta a coisa narcótica da nossa Nação não-patriótica.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

GOIANDIRA IRÁ PARA O YOUTUBE


Água Fresca de Goiandira.

Uma profecia de Dom Bosco, ainda do século XIX, dizia que "entre os paralelos de 15º e 20º, partindo de um ponto onde se formava um lago, surgiria a terra prometida". Brasília, situada nas proximidades do paralelo de 15º, era tida pelos místicos da cidade como a "terra prometida", vislumbrada por Dom Bosco, mas na realidade a bendita terra prometida estaria mais em baixo no paralelo 18º.

No ano de 2.500 DC, após tantos maus tratos à Natureza, o homem viu-se diante um fenômeno extraordinário de resposta natural às suas devastações: A Terra inclinou-se em três graus em relação ao seu eixo, no sentido sul-norte. Tal movimento, ocorrido devido ao peso dos derretimentos glaciais, inverteu em muitos pontos a declividade dos terrenos. Mares desaguaram-se nos rios e regatos retrocederam seus cursos. Grandes alagamentos invadiram culturas tornando-se águas impróprias para o consumo humano devido a pesticidas mutáveis.

Uma localidade urbana, localizada com privilégio no novo centro anti-gravitacional do planeta, tornou-se a metrópole mundial! O centro do mundo verteu-se para Goiandira, a Terra Prometida, branca como leite e de água doce como mel.

Este Oásis da Nova Terra tornou-se a única ligação entre a água potável e seus consumidores diretos. O grande lago submerso, intitulado como Aqüífero Guarani, possibilitou a formação, ali e somente ali, de gêiseres tão valiosos quanto à vida.

Água-iandira tornou-se a grande empresa de abastecimento mundial com a utilização de tais fontes, protegida por um exército muito poderoso.

Como santuário e celeiro de abastecimento de todos os povos, o governante goiandirano Homérick também dita regras de convivência ao novo mundo sem fronteiras...


(Trata-se tal texto de uma sinópse de um curta metragem, muito curta, que está sendo desenvolvido para postagem no Youtube. É uma filmagem com efeitos animados por artista da cidade, um Spilbergoianinho que ainda vai fazer muito sucesso: Eduardo Henrique Garcia)

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Linha Direta: Goiandira * Sevilha



Cerâmica x Escolinha

No dia de Tiradentes, terça-feira, depois de se haver enforcado a segunda, aconteceu o tão esperado jogo final do Campeonato Municipal de Goiandira. A arquibancada estava lotada, tanto que o Prefeito e Vice-Prefeito estavam na Geral (veja foto dos barrigudinhos). Fez-me lembrar do saudoso Presidente Itamar, então com uma das suas namoradas, Professora June, em Brasília, em pleno exercício do mandato, chegara ao cinema com lotação esgotada. A menina do caixa impôs sua autoridade e mandou que o presidente voltasse noutra sessão.
Em minha última postagem sobre o futebol goiandirense, que viajou até a Espanha, disse eu que





o Kadó, expoente do esporte de Goiandira, estava em Madrid, mas ele corrigiu-me. Ele está em Sevilha (veja os monumentos) e diz que ainda atua profissionalmente, certamente valorizam por lá os “masters”. Disse-me que jogou muito, por aqui, com o jogador mais velho em atividade no mundo, Tércio Mariano, e que tem muitas saudades, principalmente do Bill Pinga. Informei-lhe que o Bill deixou de ser Pinga e agora é quase um irmão.
O jogo, depois de estar marcando dois tentos para o Cerâmica, chegou ao empate e a taça foi erguida após a cobrança de pênaltis. De nada adiantou que o Escolinha substituísse o minúsculo goleiro: A experiência do time do veterano Tércio falou mais alto e abocanharam o título.
A juventude pega duro. Foram muitas faltas desmedidas. O Tércio acabou não entrando e garanto que o mesmo não queria ser poupado.
A linda fisioterapeuta Dayanne Marçal, soube depois disso, também estava na arquibancada. Se ela fosse responsável pelo atendimento aos marmanjos jogadores juro que não ficaria nenhum em pé. Acho que até a torcida iria se contundir.
É muito bom e salutar ver jogo de divisão não classificada. A torcida não é organizada é família mesmo. O ginásio da cidade está diariamente lotado.
Graças a Deus existem os esportes praticados intensamente, pois os jovens não podem trabalhar e os adultos estão desempregados. A cidade vizinha, Catalão, acolhe os trabalhadores locais com suas indústrias, principalmente a MITSUBISHI e também a construção de duas barragens no Rio Veríssimo.
As barragens já estão quase conclusas e a crise internacional poderá diminuir a mão-de-obra na indústria automobilística, então o prefeito vai criar-nos um distrito industrial de verdade.

terça-feira, 21 de abril de 2009

Gooooool.... Andira


Recordes do Guiness

http://www.gforum.tv/board/28/308033/recordes-do-guiness-top-10-a.html

“O jogador de futebol mais velho Tércio Mariano de Rezende (Brasil, nascido a 31 de Dezembro de 1921) é actualmente o jogador de futebol mais velho do mundo. Entrou no Campeonato Regional como extremo direito para o Goiandira Esporte Clube, em Goiandira, Goiás, no Brasil.”

Parece-me que tal inscrição no Guiness foi registrada em 2004. Estou aqui para informar que o homem mais “fominha” de bola do mundo ainda desfila pelo gramado, o tapete verde mágico que o faz voar para o mais alto do futebol.
Os números impressionam muito mais se conduzidos por certos caminhos, por exemplo, digamos que jogue desde os dez anos de idade, então equivale a uma carreira de setenta e oito anos futebolísticos.
Digamos que atue apenas duas vezes por semana, então teria jogado 4.134 partidas, ou seja, 8.268 horas, o que daria algo próximo de uma partida de futebol que durasse um ano. Seria o mesmo que dar a volta no planeta correndo atrás de uma bola.
No time do Tércio jogam o filho e o neto. A nora registra cinematograficamente o desenvolvimento da partida.
No time também atua meu cunhado Bill, cinqüentão, que diz que irá quebrar o recorde do Tércio. Se apenas viver até tal idade já seria um grande feito.
Este meu cunhado, no futebol de salão, ainda faz proezas, um craque que lembra muito o Falcão em alguns instantes. Atualmente, no futebol de campo, é apenas um bom jogador.
No interior existem bons jogadores, mas faltam olheiros. O Kadó, maior expressão do futebol goiandirense, ainda atua em Madrid, não como jogador profissional, mas detentor de escolinhas. Ele era a “tabelinha” predileta do meu cunhado.
Hoje é a decisão do campeonato local. O Tércio é finalista. Estão deixando-o no banco, mas ele está reclamando. Também reclama muito dentro das quatro linhas. Pede passe e se irrita. É um jogador de futebol e a experiência extremada não tira as manias.
Eu vi a semifinal no Estádio Elias Jorge, ótimo palco. O campo fica entre uma fábrica de sofá e a Cerâmica Goiandira, de propriedade dos “Marianos” viciados em futebol. As laterais são compostas, de um lado por eucaliptos e arquibancada, do outro por um formoso mandiocal.
Mais de uma centena de torcedores compareceram e, muitos, só não ficaram para o outro jogo, porque o nosso Flamengo seria televisionado em mais uma vitória contra o Botafogo, numa final de taça, noutro belo domingo de glórias em 2009.

sábado, 18 de abril de 2009

QUEM É A MAJESTADE?


AMADO ROBERTO OU CARLOS BATISTA

Roberto Carlos faz aniversário no Dia do Índio e eu nunca me esqueci disso porque sempre fui indigenista e fã do cantor perna-de-pau.
Sei que o Rei deva ter seus motivos, mas aquela dedicação de amor, expressa pelo autor-jornalista de um grande livro, sobre a vida do cantor, sendo interditado pelo agraciado, me fez rebaixá-lo na galeria dos meus ídolos. Embora tendo o arquivo do livro “Roberto Carlos em Detalhes”, de Paulo Cesar de Araújo, com 619 páginas, ainda não me atrevi a lê-lo por completo. Quanto trabalho do autor! Parece uma gravidez eterna. Um dia será um tesouro desenterrado, não pela grandiosidade indiscutível do Roberto, mas pela magnitude do autor, pelo pouco que li achei-o habilíssimo.
Roberto, daqui dois anos, deverá completar setenta anos e ouvi dizer que seu atual amor contará então com vinte e sete. Lembro-me da sua primeira esposa, a cheia de classe Nice. Depois nos apaixonamos juntos por uma atriz, só que ele a levou ao altar. Magoei. Com Maria Rita ele tornou-se súdito, servil, religioso... Por falar nisso, talvez ele tenha passaporte garantido para os Céus devido às belas canções direcionadas ao Pai, o verdadeiro Rei.
Quando eu era pequeno, mal nutrido, atrevido, na flor da idade, e com alguma nascitura intimidade com as letras, fiz uma música pra quando o Roberto Carlos morresse. Achava que seria logo, pois o Evaldo Braga tinha morrido recentemente. Eu acreditava que para eu fazer sucesso bastaria que o Roberto morresse e pronto, era eu nas paradas. O condenado continua em voga esbanjando saúde, sucesso, trabalhando uma vez por ano e vivendo na plenitude das emoções de um cruzeiro.
Costumo brincar dizendo que se ele fizer uma canção para a mulher goiana terá que se ver comigo, pois fez pras baixinhas e a minha esposa é, fez pras de óculos e a minha usa, fez pras gordinhas e a minha se encaixa, fez pras de quarenta e a minha tinha...
Aprendi a admirar o Roberto através de um dos meus irmãos. Ele deve ter sido o fã número um do Roberto, principalmente porque não tinha dinheiro e enchia a casa de pôsteres. Imitava-o nas vestes, no cabelo, nos colares e na cantoria. Lutou muito pra ser cantor e acho que ainda não desistiu o coitado. Chegou a gravar um LP vinil como integrante de uma dupla sertaneja, aquele com a voz sumida, mas também compositor.
O Roberto é intitulado como Rei e eu gostaria de saber em quais critérios. Rei da Jovem Guarda? Sim. Rei de vendagens? Não. Rei de Shows? Não. Rei em composições? Não. Rei na quantidade de canções? Não. Rei na feiúra? Não. O mais tocado? Não.
Para todos os “nãos” a resposta correta é Amado Batista, simplesmente amado!
Garanto que se algum escritor for escrever sobre o Amado também terá uma grande história e receberá todo o apoio do biografado.
Mas vivas agora ao Dia do Índio e às flechadas certeiras que o Roberto Carlos dá nos corações brasileiros.

PS: A minha letra em homenagem ao não acontecido falecimento do Rei Roberto foi se transformando e ficou mais ou menos assim: (Eu cantando é risada pra mais de metro)

ROBERTO, ROBERTO, ROBERTO,/ ROBERTO, ROBERTO!/NÃO PRECISAVA CHAMÁ-LO, /CHEGAVA E IA ENTRANDO,/ ROBERTO, O MARGINAL!/ RAPAZ SEM AMOR,/ INFANTE DE TODO MAL/ TINHA OS BRAÇOS LARGOS/ E O PEITO FORTE,/ QUEM O DESAFIAVA,/ ELE LHE DAVA A MOOORTE/ ROBERTO, ROBERTO, ROBERTO,/ ROBERTO, ROBERTO!/ UM DIA NA PRAÇA,/ UM PAQUERADOR/ FALOU QUE ÍA MATÁ-LO/ NINGUÉM ACREDITOU./ O PAQUERADOOOR/ ANDAVA ARMADO./ PARA MATAR ROBERTO/ ELE FORA CONTRATADO./ ATIROU DE LONGE, / TINHA MEDO DE ATIRAR DE PERTO/ E TOMBOU MORTO/ O NOSSO ROBERTOOO/ ROBERTO, ROBERTO, ROBERTO,/ ROBERTO, ROBERTO!/ FINADO ROBERTO. video

sexta-feira, 17 de abril de 2009

PROFESSOR RODRIGO




Eleição do Conselho Tutelar de Goiandira

Está valendo. São nove candidatos que disputarão cinco vagas para o Conselho Tutelar. O tempo é curto, oito dias de campanha, e ainda bem que a cidade é pequena, mas angariar votos numa Eleição facultativa é uma missão árdua.
Os critérios da propaganda legal é um mistério, mas pra ajudar o candidato de número 7 (sete), Professor Rodrigo, eu disse 7, faremos uma campanha relâmpago e marcante, afinal temos o boca-a-boca, o Orkut, a fotocópia, o e-mail e, acima de tudo, um bom candidato. Alguns slogans para a campanha:

777777777777777777777777777777777777777777777777777777777777777777
7777777 TUDO PASSA, MAS NOSSA HISTÓRIA PERMANECE 777777777
7777777777 PROFESSOR RODRIGO NO CONSELHO TUTELAR 7777777
77777777777 EU VOTARIA SETENTA VEZES SETE 77777777777777777
7777777777777777777777777777777777777777777777777777777777777777

SEU FILHO PRECISA DE CONSELHOS? PROFESSOR RODRIGO PRECISA DE UM: CONSELHO TUTELAR NELE – CANDIDATO NÚMERO 7

VOCÊ JÁ PENSOU O SÉTIMO “A” PINTANDO O SETE DO RODRIGO?

PROFESSOR RODRIGO JÁ É VOZ NA CIDADE, TODOS O OUVEM.
ESTÁ EM SINTONIA COM OS PAIS E NA FREQUENCIA DOS FILHOS!
TOMAH! SUA ONDA AGORA É O NÚMERO 7, CANDIDATO NO TUTELAR. PROFESSOR RODRIGO.

UM NOME DE SETE LETRAS PARA TODAS AS IDADES:

RACIONALIDADE
OBJETIVIDADE
DIGNIDADE
RESPONSABILIDADE
IDEALIDADE
GENEROSIDADE
ORALIDADE

Ainda estamos criando alguns “logos”, como adesivos, e assim a idéia cola.
Dia 26 de abril, domingo, na Câmara, vote 7, porque a nossa História precisa de um final feliz!

Maria Eufrásia


Quem conhece este rostinho lindo certamente não o estará reconhecendo como pertencente à Maria Eufrásia e sim à Dayanne Marçal. Esta é a verdade, mas se os pais fossem tão católicos quanto os avôs certamente a Dayanne poderia ser Maria Eufrásia, uma das santas do dia 24 de abril, data do seu natalício. Este nome, convenhamos, não lhe caberia, talvez a outra santa do dia, Maria Isabel, soasse melhor.
Dizem também que de santa não tem nada, mas que representa muita candura representa.
Embora não seja oficial, em meus levantamentos junto ao público em geral, principalmente mulheres, ela é disparada a mais bonita das habitantes. Poderíamos realizar um concurso pra coroá-la de vez a Miss Goiandira.
Ela é tão linda que outra linda mulher disse temer ficar perto dela e ter o brilho ofuscado, mas ela não concorre com ninguém e se o faz é com naturalidade. Ela não esbanja a superioridade.
Ela está aniversariando, quem me alertou foi o Orkut, e desejo Parabéns a todos que desfrutarão da sua companhia nesta data tão especial.
Ela é meiga, doce, sorridente, atleta, geração saúde, trabalhadeira e, com certeza, portadora de outros tantos atributos que são desconhecidos por mim devido a um relacionamento apenas supérfluo.
É mais uma rosa que brotou na Terra Branca que cheira bem, atrai olhares e estremece o jardineiro.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Muita Religião e Pouca fé


ALGUNS CAMINHOS PARA O PAI

A religiosidade no interior é algo público e de fácil reconhecimento. Apesar da quantidade enorme de templos evangélicos, as festas católicas, de um ou dois templos, fazem o “boom” de movimento financeiro e de feriados oficiais. Parece festa judaica, pois dura uma semana ou mais. Santa Edwiges, São Sebastião, Nossa Senhora do Rosário e São Vicente são exemplos de arrecadação certa, pois prendas são ofertadas e, na quermesse, são leiloadas a preços exorbitantes. Será que Cristo usaria o chicote?
Os evangélicos são identificáveis tanto pelos trajes ou pela condução da Bíblia – até analfabetos convictos querem ostentá-la. A ida deles aos Cultos é diária ao passo que os católicos o fazem somente aos domingos.
Pra mim o ritual católico tornou-se um “lenga-lenga” repetitivo e sem fim. Valorizo apenas os trabalhos das pastorais pelos leigos nos bastidores da comunidade.
Os Cultos me são muito barulhentos e equiparam-se ao Muro das Lamentações. Em nenhum momento dos evangelhos eu capturo o Cristo gritando e escandalosamente humilhando os demônios. Há um grande mérito dos “Crentes” de retirar pessoas dos vícios diversos e, num instante, transformá-las em missionários ou pastores. A pregação da Palavra cantada é hipnotizante.
Estou enamorado com o Espiritismo, algo mais interpelativo e interativo. Aquela água fluídica, se o Cristo falasse dela, assim diria: Quem beber desta água sempre terá sede – de Justiça e de Caridade. Interessante é que não existem ofertas nem dízimos, muito embora a receita aconteça como os cestos de pães e peixes.
Na dança das religiões meu atual par é os ensinamentos de Kardec, mas conheço um interiorano, vizinho meu, que no Domingo diz “Amém”, na segunda-feira “Glória a Vós e Aleluia” e na quarta-feira “Assim Seja”. Ele cerca a salvação almejada por todos, mas está sempre nas primeiras filas sem saber o que faz, pois “os últimos serão os primeiros”. Diferentemente do que disse alguém na fila do banco: os últimos serão os primeiros... a reclamarem.
Pra encerrar, outro dia, fui num açougue com o nome de Açougue São Francisco. Perguntei o porquê do nome e responderam-me que os proprietários eram “muito católicos”, homenageando assim o Santo.
Infeliz homenagem, pois o Irmão Francisco é o protetor dos animais e os abates seriam um mal cheiroso holocausto.

Educação a distância só não vale entre Pais e Filhos


TELECURSANDO

Sou fã do ensino a distância. Vou além em sendo adepto do ensino telepático, pois assim foi que eliminei o Ensino Médio. Em Brasília, ainda na década de 80, fiz um tal Provão e em apenas um fim-de-semana exterminei o 2º Grau. Muito chute e “autodidatismo” foram as armas utilizadas. Pra provar que o método era válido, imediatamente após tal façanha, ainda passei no Vestibular da UnB pra o Curso de Administração, o qual fiz três semestres, tranquei e joguei a chave fora. Trabalhar de sol a sol e estudar intensamente é praticamente impossível – um dos dois será mal feito.
Agora que o tempo me sobra resolvi aumentar minha bagagem de conhecimentos ainda mais que o porta-malas está praticamente vazio. Ainda que seja em Telecurso. Tal ensino também seria de grande valia na educação básica, pois com alunos tão violentos acho que os professores deveriam aparecer na sala de aulas em um telão.
Num convênio com a Prefeitura de Goiandira o Telecurso TEC disponibilizou três cursos técnicos – Secretariado e Assessoria, Gestão de Pequenas Empresas e Administração. A novidade é que as aulas que passam às 05h25, em canal aberto, serão gravadas e as assistiremos em sala de aula presencial, uma vez por semana, num período de duas horas noturnas, com monitoria.
A aula inaugural deu-se ontem às 20h00. É lógico que o previsto era pras 19h30, mas tudo bem uma vez que já estamos duas semanas atrasados.
No total são 89 alunos e a platéia contava com apenas cinqüenta por cento deste total, incluindo a composição da mesa e ilustres visitantes. Tem gente queimando o cartucho, pois faltas serão contabilizadas e não poderão exceder a 25%, outro conto da carochinha.
A aula iniciou-se com o canto do Hino Nacional e, naquele recinto fechado, acho que exagerei na altura do timbre, mas coisas de um passado militar. O Hino, por brasileiros não-convictos, parece mais dublagem.
Na explanação da Coordenadora da Educação, Clarinha, ela salientou que Goiandira foi uma das cinco primeiras a aderir no programa e que a intenção é de se formar a melhor turma do Estado, superando a média 7 exigida. Ela pode contar comigo, verdadeiro papa-notas.
Reni, diretora do Centro Cultural, relembrou do Projeto “Um salto pra o Futuro”, há quase duas décadas, precursor de tal educação que ela freqüentou. Falou da sintonização difícil das antenas parabólicas, coisa superada hoje.
As dificuldades tecnológicas, porém, não demoraram a aparecer com desaparecimento de vídeo e áudio do “Personal Computer” utilizado concomitantemente ao data-show de bola. Nada que vinte minutos de tentativas de “reinicilização” e “reconexões” de cabos não resolvessem o “póbrema”.
Reni ainda solicitou do prefeito que os alunos funcionários, após o término dos referidos cursos, fossem aproveitados em suas novas habilitações, mas o mesmo demonstrou surpresa e embaraço com o pedido.
O prefeito Odemir disse estar com uma agenda árdua e intensa na área de educação. Disse que muitas novidades ainda serão implementadas. Acredita que o ensino “anteno-direcionado” a pessoas adultas tem maior aproveitamento, sendo que não se descarta o modelo tradicional. A pouca despesa com material e a ausência de deslocamentos contribui demais para que todos iniciantes concluam.
Muitos outros ainda procuraram se matricular, mas a limitação física não se permitiu outros telecursandos.
A Tele-educação está em foco para este aposentado, futuro secretário ou assessor dentro de um ano. Em agosto poderei também me matricular na FUVEST, uma graduação da USP à distância. Talvez faça Matemática e contrarie meus leitores que sabem da minha necessidade em Letras.

sábado, 11 de abril de 2009

Centro Comercial Artístico


O POVO DE GOIANDIRA

O povo de Goiandira é composto de uma parcela incalculável de grandes artistas. A imagem acima, por exemplo, é a síntese de dois expoentes goiandirenses.
Um ainda é um garoto, mas está alçando vôos extraterritoriais no domínio da representação, tanto desenho técnico ou em design ou ainda animação. Fiz inclusive um roteiro de um filme curta-metragem, bem curta, sobre Goiandira, onde o mesmo estará fazendo horrores e esbanjando sua arte. Em breve o Youtube poderá conter esta maravilha. É uma estória em que a Terra, devido às alterações climáticas gira três graus, em sentido contrário, sobre seu eixo, causando uma nova paisagem onde Goiandira passa ser o Centro do Mundo.
O Eduardo Henrique, filho de Tiãozinho e Marli, é visto como aquele que conserta computadores, mas ele consegue viajar nas ondas de tal inteligência artificial.
O outro artista, dono da estátua supra, é o Carlão. Quantas maravilhas ele consegue esculpindo pedras. Também, no Carnaval, esculpiu isopores e ornamentou a avenida. A sua inspiração é algo fora da nossa compreensão. O interessante é que não vende as peças e aquele acúmulo, com certeza, ainda será um valioso tesouro. Pena que o mesmo não queira explorá-lo e, ainda em vida, goze da fama e do bom viver da mesma.
E por esta terra se espalham músicos, pintores e artistas de toda espécie. Talvez aquele colégio abandonado no final da Rua do Fogo sirva para se montar um ateliê múltiplo, tornando-se um espaço artístico-comercial. Até a sétima arte, o cinema, poderia voltar à vida. A criação de um jornal impresso poderá tornar-se um portal de bons negócios e o nome “O Povo de Goiandira” é o mais sugestivo.
Ainda haveremos de ver as mentes brilhantes locais irradiando Goiandira no mapa das expressões artísticas múltiplas.
Tenho certeza...

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Cadê os professores?


AUDIÊNCIA PÚBLICA DO PISO SALARIAL NACIONAL DA EDUCAÇÃO EM GOIANDIRA

Com meia hora de atraso, às 19h30min do dia 7 de abril, no salão da Câmara de Goiandira, iniciou-se a Audiência Pública versando sobre a Lei 11.738, de 16 de julho de 2008, que trata sobre o piso salarial aos profissionais do Magistério Público.
Além do vereador Professor Erick, idealizador do encontro, o recinto estava contando com a presença de seis expectadores. Mais uma vez a noite chuvosa e a falta de interesse generalizada afastaram o grande público alvo de um tema primordial.
O encontro durou uma hora e meia. Um data-show foi instalado, mas não foi utilizado, talvez devido à fraca presença.
Os palestrantes, em número de três, eram integrantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás – SINTEGO. Tais professores diretores sindicalistas, Antonio, Maria Moura e “Alvesley”, demonstraram entusiasmo apesar da fraca presença.
Foram afixadas faixas dos patrocinadores do encontro: CUT, SINTEGO e CNTE.
Foi discorrida a histórica busca de uma fixação salarial nacional da categoria. Algo que teve início com uma Lei no ano de 1827, mas a mesma não foi cumprida por falta de dinheiro. Outras tentativas nas décadas de 40, 70 e 90 tornaram-se infrutíferas, vindo ao bom êxito somente agora. Aprovar uma Lei é tarefa árdua e colocá-la em prática é um trabalho hercúleo.
A Lei foi colocada à prova com impetração de uma ADIN – Ação Direta de Inconstitucionalidade por cinco governos estaduais. O STF já julgou favorecendo a categoria, mas ainda falta o julgamento do mérito. Os estados de tal bandeira retrógrada correspondem ao CE, RS, SP, MG e TO.
No próximo dia 24, uma sexta-feira, está marcada uma paralisação Nacional da Educação para sensibilizar o julgamento do STF. Quando a Educação não vai adiante é ultrapassada pela estupidez.
Foi feita uma leitura, com explicação tópico por tópico, de todo o conteúdo da Lei, bem como de suas conseqüências. O corpo de uma lei é sempre enigmático e de difícil entendimento. São as amarras que possibilitam variadas interpretações.
Um dos tópicos mais enfatizado, pelos dirigentes do encontro, foi a reformulação do Estatuto e Plano de Carreira, ainda por ocorrer nos níveis estaduais e municipais. Uma luta faz se primordial para que os governantes não achatem ou desapareçam com direitos já conquistados. Instigaram os poucos presentes a tornarem-se agentes multiplicadores da idéia, além de fermento necessário da causa.
O piso que teve fixação inicial em R$950,00 já se encontra em patamares de R$1.132,40, de acordo com os reajustes previstos no índice “custo do aluno ano”, fórmula do MEC, baseada nos repasses do FUNDEB. A tabela salarial é dinâmica e a partir de janeiro de 2010 não haverá mais como protelá-la.
Poderão ser alegadas pelos executivos locais as dificuldades financeiras, mas as verbas da Educação, se aplicadas com exclusividade, cobrem o gasto perfeitamente. É prevista na Lei, uma complementação para o piso por parte do Governo Federal, desde que haja uma justificação sólida por parte de estados e municípios.
Em Goiandira certamente o Prefeito não colocará obstáculos aos benefícios da categoria, pois é integrante do Magistério antes mesmo de ser prefeito.
Nas considerações finais discorreu-se sobre a eficiência do SINTEGO, quando se coloca como anjo guardião da categoria. Instigaram-se os presentes a se associarem ao Sindicato, pois “um caititu fora do bando é sempre presa fácil das onças.” A mensalidade é correspondente a um por cento dos vencimentos. O Sindicato possui, para usufruto dos sócios, um clube em Caldas Novas, além de um hotel em Goiânia com cobertura de assistência hospitalar àqueles que vão à Capital em busca de um atendimento médico mais especializado.
“Não fique só. Fique sócio do SINTEGO”.
A mim “só ócio” interessa.
Para alguém “anti-lulista” parece que o mesmo está deixando bombas armadas para explodirem nas mãos do próximo governante maior e, caso seja aliado, sua turma sabe como desarmá-las.

terça-feira, 7 de abril de 2009

Luz na Câmara em ação


Quinto Relato

A reunião da Câmara do dia 6 de abril iniciou-se no horário previsto e findou-se às 21h40min, presentes todos os camaristas e o Plenário com os três cativos: Aristeu, Gilson e Raquel.
Rezou-se o Pai-Nosso, aprovou-se a Ata e deu-se início ao Expediente. Requerimentos para discussão no Expediente apenas dois: Sendo um pedido de ajuda relativo à Escrituração de lotes do Bairro São João, iniciativa de Preguinho, e outro sobre recuperação da instalação elétrica do Centro João Davi.
Após debates intensos ficou aprovada a realização de uma Audiência Pública, proposta por Erick, na Associação dos Moradores do Bairro São João, onde Preguinho é o novo Presidente. Os problemas se amontoam tendo em vista que foram terrenos invadidos, onde mais de vinte casas são contempladas com apenas os recibos de compra e venda. Com isto não pagam impostos, não podem fazer financiamentos e não são donos legítimos.
Talvez uma ação de usucapião coletiva, impetrada pela Associação de moradores, fosse mais eficiente que debates políticos.
Goiandira precisa de um levantamento cadastral típico. Há a necessidade topográfica de se percorrer toda a cidade e demarcar as propriedades, bem como seus proprietários. Existem muitos terrenos, já divididos através de inventários, mas que não foram consolidados em cartório, devido ao preço absurdo que se paga nas transferências, algo que precisa de mais clareza. Ainda assim, quando são escriturados, os valores são inferiorizados ao mercado para que se paguem menos taxas de tramitação ou impostos. Terrenos imputados como vagos, na realidade estão já edificados suntuosamente.
A Estação Municipal, Centro João Davi, tombada como patrimônio, utilizada por órgãos estaduais, merecerá uma inspeção com maior acuidade, pois é revestida de uma proteção especial e goza de direitos de proteção. Não são quaisquer obras que podem ser feitas.
Também entrou em debate nova redação da Lei do Atraso na Fila de Banco, mas foi retirado pelo Autor Erick uma vez que as multas altas e Cassação de Alvará de Funcionamento poderiam retirar da cidade o único banco existente.
Acredito que o banco tenha dificuldade de atender todos antes de quinze minutos de espera porque cada cliente merece uma atenção especial. A tecnologia para tantos interioranos é um bicho de sete cabeças, sem dúvidas. Poucos são aqueles que têm desenvoltura de operar o caixa eletrônico sem ajuda total de funcionários e menores ainda aqueles que chegam ao caixa com tudo preenchido certinho, onde o troco é conferido e reconferido vagarosamente.
Entrou e foi aprovado, em segunda votação, o Programa Música na Saúde, de Erick.
A música de maior sucesso na saúde é o tum-tum-tum percussionado pela parada do coração uma vida inteira.
Também foi aprovado na reunião o Projeto que versa sobre o acompanhamento por profissional de Psicologia às crianças do ensino municipal, autoria do Erick.
Erick também teve apreciado um Projeto de Bolsa Universitária Municipal para alunos egressos do ensino público.
Erick esteve juntamente com o prefeito com o Deputado Rubens Otoni e trouxe boas novas a respeito da vila de casas populares e da implantação de esgoto. Quanto ao lago ainda pairam nuvens negras.
Nas indicações verbais Preguinho pediu providências quanto à recuperação de mata-burros e alguma pressão sobre a Cerâmica local, pois ela é a responsável direta pelos estragos das estradas vicinais. Também solicitou uma mesa de damas para os aposentados da Praça da Rádio.
Erick solicitou movimentação local no sentido de que seja implementada, em Catalão, Centro de uma Região Metropolitana, a instalação de órgãos federais como Polícia Federal, Ministério Público Federal e INCRA. Também solicitou requerimento à Assembléia Estadual sobre tal Região Metropolitana que possibilitará um transporte coletivo local para toda a região, bem como ligações telefônicas locais pra a região abrangida. Solicitou também a designação “Utilidade Pública” pra Associação de Moradores do Bairro São João. Também solicitou uma Audiência Pública com atuação do Curso de Geografia da UFG versando sobre o futuro econômico de Goiandira, com a implantação do Distrito Industrial. Solicitou outra Audiência Pública para se discutir o transporte público caótico, com aumento de tarifas, desrespeitos generalizados com atual isenção de taxas aos empresários do setor.
O elevado número de audiências propostas pelo vereador Erick não seria uma arma para autopromoção que poderá ir contra o próprio? Ou então buscando soluções através do povo que já tem seus representantes? Ou reinventado a democracia para os tempos modernos? Veremos, pois hoje temos uma audiência pela frente: Piso Salarial da Educação.
Gilberto Leiteiro reclamou das interdições das estradas ribeirinhas ocasionadas por imprudência das Construtoras das Barragens.
Clodoaldo fez uma indicação verbal a respeito de instalação de um quiosque na Praça Pedro Ludovico em favor de Mussum. Boaron recomendou muita cautela no comodato, pois um permissionário já vendera um local idêntico, ou seja, se fez à custa da Prefeitura.
No uso da palavra Preguinho agradeceu ao prefeito pelo apoio à Associação dos Moradores do Bairro São João.
Erick, com um sorriso largo, disse que a atual crise em si sendo no Governo FHC teria conseqüências descabidas, mas no Governo exitoso do PT foi amenizada. O Brasil do PT exitoso emprestará dinheiro ao FMI. Lula exitoso foi elogiado pelo hesitante Obama. Os municípios sentiram um baque orçamentário porque o ex-sapo barbudo baixou o IPI, mas a saúde financeira dos municípios será restaurada em breve. A Dilma está subindo e, exitosa como é, deixará os tucanos no pé da serra.
Ainda solicitou a liberação do telefone fixo da Câmara para ligações confidenciais inerentes à função, bem como a presença do Presidente da Casa aos Correios para assinatura de Convênio de correspondências.

sábado, 4 de abril de 2009

Este é o cara!


O Governador José Roberto Arruda, quando candidato ao DF, usava e abusava do verbo arrodear, na forma do particular gerúndio “ARRUDIANDO”. Engraçado que, depois de eleito, ele demitiu seu principal cabo eleitoral: Sr Gerúndio, através do decreto nº 28.314, de 28 de setembro de 2007.
Fez muito bem, quando o intuito era a agilidade do Poder Público, principalmente em respostas evasivas ao grande público. Os detentores de cargo público, em maioria, sempre disfarçam a inoperância com frases de efeitos “gerundianas”: Estamos providenciando... Estamos fazendo... Estamos indo em busca...
O vereador Professor Érick, esbanjando conhecimento administrativo, convidou os opositores a aprenderem Administração Pública com o expoente petista Deputado Federal Rubens Otoni, pois seus escritórios dinamizavam tais cursos.
Não levaram em conta as palavras do nobre vereador, mas eu, sempre interessado no assunto, pois sou egresso de tal meio, inclusive universitário, contatei com o Deputado em Brasília, fato que consta na sua página eletrônica: http://www.rubensotoni.com.br/?l=fale


Administração Pública

Nome Aristeu (11.03.2009 - 16:29)
Pergunta Deputado, Fui informado que seu gabinete tem uma área especial que ministra curso a quaisquer gestores envolvendo planejamento, controle e administração da coisa pública. Onde funciona? Como contatar para matrícula?
Resposta Olá Aristeu... Realmente o nosso mandato tem um compromisso com a formação e o planejamento... Diante disso temos na medida do possível organizado cursos e encontros que servem para a preparação de nossa equipe. Eventualmente realizamos cursos com vagas abertas para o público externo. As informações podem ser obtidas em qualquer um de nossos escritórios, Anápolis, Goiânia ou Brasília. Um abraço, Rubens Otoni

Entrei, então, em contato telefônico com a Sra Meire, no seguinte escritório, constante da citada página eletrônica, por ser Anápolis o reduto eleitoral do mesmo:

Escritório Anápolis – “Escritório do PT”
Rua Engenheiro Portela, 1017 - Centro
CEP: 75024-100
Anápolis - GO
Fone: 4015-7066

E-mail:
contato@rubensotoni.com.br

A mesma informou, através do GERÚNDIO, que está se IMPLEMENTANDO o Curso intitulado Planejamento Estratégico.

Ainda iria procurar o segundo escritório, do montante de três, mas vi que correspondia ao Sindicato dos Bombeiros.
Escritório Goiânia (SINDBOMBEIROS - Guia Eu Achei Fácil)
Alameda dos Buritis, 322 - Centro
CEP: 74015-080
Goiânia - GO
Fone: (62) 3092-1013

O terceiro escritório é em Brasília e é o seguinte:

Câmara dos Deputados
Anexo IV - Gabinete 501
Brasília - DF
CEP: 70160-900
Fones: (61) 3215-5501/3501
Fax: (61) 3215-2501

Deixei de importuná-lo, por enquanto, porque a Secretaria de Educação está PROVIDENCIANDO um Curso de Secretariado Executivo no qual me matriculei.

O vereador Erick tem toda razão quando quer elevar o distinto deputado petista a Cidadão Honorário de Goiandira, pois ele está REALIZANDO e PLANTANDO muita esperança, principalmente na juventude goiandirense.
Num passeio pelo site, no espaço “Fale com o Deputado” é notória sua atenção aos internautas, inclusive em resposta a alunos goiandirenses ele se encontra DELATANDO como principal articulador de uma Faculdade de Medicina em Catalão.

O gerúndio pode ser disfarce, mas Otoni não está DISFARÇANDO, principalmente a pretensão ao Governo do Estado, o qual está ARTICULANDO.

Agora todos sabem onde procurar o deputado diretamente para quaisquer assuntos.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Antes do Júizo Final



Prestação de Contas

Após um mês de Blogueiro posso fazer uma análise desta curta trajetória de vinte e seis postagens próprias, difícil alguém produzir tanto.
Ainda não sei como quantificar os acessos, mas isto é irrelevante, pois seriam números mentirosos porque eu sozinho visito muito meu endereço.
Foram 32 comentários, sendo 11 na crônica política “Abuso de Autoridade?” Isto me leva à conclusão que é um bom caminho para divulgação dos serviços parlamentares do nosso Município.
Neste mês de funcionamento consegui um saldo de dois dólares e noventa e dois centavos devido às propagandas que circulam livremente pela página, mas também só meus leitores só clicaram nas propagandas dezesseis vezes e é bem capaz de não terem comprado nada. Não sei precisar ainda a respeito disso.
Ganhei esta dinheirama, mas só me pagam quando completar cem dólares, ou seja, nesta proporção, tal ocorrerá daqui trinta meses ou dois anos e meio.
O número mais expressivo é a quantidade de impressões que foram feitas. Imprimiu-se 953 páginas do meu Blog, espaço suficiente para colocar uma Bíblia inteira. Este número recomenda uma tiragem, no mínimo, de um milheiro de jornais impressos, caso se fizesse um.
Sei que posso não estar agradando, mas é só não entrar no Blog ou entrar então na Justiça.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

JESUS BARRABÁS


NÃO ACREDITEM EM MIM

Existem muitas pessoas que se julgam habilitadas à interpretação de pensamentos ou palavras de outrem na proporção exata de como no Brasil existem mais de cem milhões de técnicos de futebol.
É um direito de cada um interpretar, mas desde que não tome como sendo tal interpretação como a verdadeira.
Arquimedes, grande matemático, uma vez filosofando sobre a força de uma alavanca, disse a seguinte frase: “Dê-me uma alavanca e moverei o mundo”. Outro, seguindo o raciocínio do mestre Arquimedes, calculou que tamanho deveria ser tal alavanca, considerando o planeta Terra como o mundo, a lua como ponto de apoio e a força de um homem atuando no extremo da resistência da Terra. Não sei precisar o resultado, mas esta alavanca seria um eixo do Sistema Solar.
Coisas de malucos e nos quais eu me incluso. A frase do Cristo: “O céu e a terra passarão, mas minhas palavras não passarão”; serviu-me para inspiração de uns cálculos.
Considerando que as palavras de Cristo, por ser Deus e Homem, ao saírem de sua boca, há mais dois mil anos, tenham tido uma trajetória retilínea, além de ter se propagado no vácuo, na velocidade do som, elas estariam a cento e quarenta e quatro sóis de nós. Então se viajássemos até este ponto do Universo ainda ouviríamos seus conselhos ou verdades.
Pra conferir o cálculo considere a velocidade do som em trezentos e quarenta metros por segundo, a data de 1º de abril de 2009 como limitador e a distância de um sol equivalente a oito minutos e dezenove segundos luz e, claro, o segundo luz igual a trezentos mil quilômetros.
Numa análise de linguagem pode ser que Marcos não tenha transcrito toda a frase, pois como era ainda muito jovem, não deu tanta importância ou não tenha ouvido enquanto distraído com o povo à sua volta. Mateus deu uma manipulada na frase endereçando-a às tribos judias e Lucas, o mais letrado, bem mais tarde, tenha dado preferência em copiar Marcos, o mais inocente, mas com algumas diferenças.
Ainda arrisco-me a completar o versículo famoso de Cristo da seguinte maneira: ... mas minhas palavras não passarão AO CORAÇÃO DO HOMEM.
Os três textos são transcritos abaixo, originados da Bíblia on line do endereço http://www.catolicanet.com e, apesar de santos homens, os envolvidos, a mensagem não é idêntica.
A única certeza que se tem é que a cada transcrição todo texto vai sendo alterado e, os evangélicos, por exemplo, têm uma outra tradução posterior e que pode estar também ainda mais alterada.

Marcos, capítulo 13

26 Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória. 27 Ele enviará os anjos, e reunirá os seus escolhidos dos quatro ventos, desde a extremidade da terra até a extremidade do céu. 28 Compreendei por uma comparação tirada da figueira. Quando os seus ramos vão ficando tenros e brotam as folhas, sabeis que está perto o verão. 29 Assim também quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o Filho do homem está próximo, às portas. 30 Em verdade vos digo: não passará esta geração sem que tudo isto aconteça. 31 PASSARÃO O CÉU E A TERRA, MAS AS MINHAS PALAVRAS NÃO PASSARÃO. 32 A respeito, porém, daquele dia ou daquela hora, ninguém o sabe, nem os anjos do céu nem mesmo o Filho, mas somente o Pai. 33 Ficai de sobreaviso, vigiai; porque não sabeis quando será o tempo. 34 Será como um homem que, partindo em viagem, deixa a sua casa e delega sua autoridade aos seus servos, indicando o trabalho de cada um, e manda ao porteiro que vigie. 35 Vigiai, pois, visto que não sabeis quando o senhor da casa voltará, se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã, 36 para que, vindo de repente, não vos encontre dormindo.

Mateus, capítulo 24



30 Então aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem. Todas as tribos da terra baterão no peito e verão o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu cercado de glória e de majestade. 31 Ele enviará seus anjos com estridentes trombetas, e juntarão seus escolhidos dos quatro ventos, duma extremidade do céu à outra. 32 Compreendei isto pela comparação da figueira: quando seus ramos estão tenros e crescem as folhas, pressentis que o verão está próximo. 33 Do mesmo modo, quando virdes tudo isto, sabei que o Filho do Homem está próximo, à porta. 34 Em verdade vos declaro: não passará esta geração antes que tudo isto aconteça. 35 O CÉU E A TERRA PASSARÃO, MAS AS MINHAS PALAVRAS NÃO PASSARÃO. 36 Quanto àquele dia e àquela hora, ninguém o sabe, nem mesmo os anjos do céu, mas somente o Pai. 37 Assim como foi nos tempos de Noé, assim acontecerá na vinda do Filho do Homem. 38 Nos dias que precederam o dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. 39 E os homens de nada sabiam, até o momento em que veio o dilúvio e os levou a todos. Assim será também na volta do Filho do Homem. 40 Dois homens estarão no campo: um será tomado, o outro será deixado.

Lucas, capítulo 21


28 Quando começarem a acontecer estas coisas, reanimai-vos e levantai as vossas cabeças; porque se aproxima a vossa libertação. 29 Acrescentou ainda esta comparação: Olhai para a figueira e para as demais árvores. 30 Quando elas lançam os brotos, vós julgais que está perto o verão. 31 Assim também, quando virdes que vão sucedendo estas coisas, sabereis que está perto o Reino de Deus. 32 Em verdade vos declaro: não passará esta geração sem que tudo isto se cumpra. 33 PASSARÃO O CÉU E A TERRA, MAS AS MINHAS PALAVRAS NÃO PASSARÃO. 34 Velai sobre vós mesmos, para que os vossos corações não se tornem pesados com o excesso do comer, com a embriaguez e com as preocupações da vida; para que aquele dia não vos apanhe de improviso. 35 Como um laço cairá sobre aqueles que habitam a face de toda a terra. 36 Vigiai, pois, em todo o tempo e orai, a fim de que vos torneis dignos de escapar a todos estes males que hão de acontecer, e de vos apresentar de pé diante do Filho do Homem. 37 Durante o dia Jesus ensinava no templo e, à tarde, saía para passar a noite no monte chamado das Oliveiras. 38 E todo o povo ia de manhã cedo ter com ele, no templo, para ouvi-lo.

Diante estes três textos podemos tirar milhões de conclusões matemáticas, físicas, lingüísticas, morais ou até uma rotina para a vida. O médico, no último versículo, relata que o povo ia de manhã cedo ao templo para ouvir Cristo. Acredito que também devêssemos agir assim. Missas ou cultos ou estudos acontecem normalmente à noite e o máximo que podemos fazer é pedir perdão pelos erros cometidos durante o dia. Se a gente encontrar com o Cristo pela manhã, todos os dias, certamente que não pecaremos.
Eu tento todos os dias, ao acordar, levar Cristo pelo braço junto comigo, mas antes mesmo do café, já o abandonei no banheiro, Ele é Cruz.