domingo, 1 de abril de 2012

A MINHA RELIGIÃO...




A minha religião...
Pouco passa na tevê,
Sempre tem explicação
A quem quer aprender!

A minha religião...
Não tem dízimo nem oferta,
Mas multiplica o pão
Sempre que a fome aperta.

A minha religião...
Cobra todos os pecados,
Não é falta de perdão,
Mas justiça aos encarnados!

A minha religião...
Bem de forma natural,
Fluidifica o irmão
Para livrá-lo do mal.

A minha religião...
Não tem nenhum sacerdote.
Quem precisa de uma mão
A terá de toda sorte!

A minha religião...
Crê nos vivos e nos mortos.
Em milagre não crê não,
É viagem em outros portos.

A minha religião...
Abraça firme a ciência,
Abre os olhos da razão
E aponta a Onipotência.

A minha religião...
Causa então um atrito,
Mostra nossa destinação
No uso do livre-arbítrio.

A minha religião...
É aquela de um só Pastor,
De céus e terras passarão
E só não passa o amor.

A minha religião...
Diz que construo meu futuro,
Tenho pouca evolução
Quando me cerco de muros.

A minha religião...
Apoio da espiritualidade,
Não há mesmo salvação
Fora da caridade!

A minha religião...
Não é minha nem do Chico.
É luz na escuridão
Para todo o aprisco.

A minha religião...
Socorre até no além,
Quando impõe a sua mão
Jorram luzes do bem!

A minha religião...
É anterior ao tempo,
Abriga-se na amplidão,
O universo é seu templo.

A minha religião...
O caminho é um só,
Sempre se cumpre a missão
E nossa história não é pó.

A minha religião...
Satanás é a ignorância,
É o caminho da servidão,
Mas reinando a esperança.

A minha religião...
Não tem fim nem tem começo,
Mas tem tudo em anotação
E tudo tem o seu preço.

A minha religião...
É Espírita de Verdade,
Terceira revelação
Para toda a Humanidade!




2 comentários:

Janaína Teles disse...

sr Aristeu, eu fiquei sua fã a partir do momento em que entrei no Fala Araguari, pois passei a acompanhar seus comentários, o poema da páscoa (que adorei !!! srsrsr) e mais recentemente pela excelente resposta ao Mantra (rsrsrsrs) lendo seu blog me deparo com essa poesia linda. Eu adoro escrever e admiro quem faz excelente uso das palavras como o senhor.Parabéns!

dyrce assumpção disse...

Aristeu,você é muito bom com as palavras,não imagino porque impliquei com você. Acho que um mal dia. Essa crônica é fantástica e descreve exatamente a minha religião.Penso que não há como compartilha-la no face boook,mas postarei assim mesmo e te darei os devidos créditos.Desculpe a primeira impressão,não podia me arriscar a morrer ou você morrer sem te dizer isso. :) Dyrce Maldonado,que também é Assumpção e nas horas vagas também da Silva. Muito embora um dia já tenha sido também Gonçalves.

Postar um comentário